sexta-feira, 15 de outubro de 2010

FELIZ DIA DOS PROFESSORES FASCINANTES!

A diferença entre Bons Professores e Professores FASCINANTES:

1- Bons professores são eloqüentes, professores fascinantes conhecem o funcionamento da mente. Ir além da cultura acadêmica, conhecer as peculiaridades, as necessidades, transformar informação em conhecimento e este em experiência. A experiência é registrada de maneira privilegiada. Procura entender a mente do aluno e depois surpreendê-los. Combater a SPA - Síndrome do Pensamento Acelerado, causada principalmente pela onipresença da televisão. O excesso de imagens... A ansiedade da SPA gera uma compulsão, como na droga, vicia. Eles se agitam, mexem-se, conversam, brigam... Pensar é excelente, pensar em demais é péssimo. O excesso é prejudicial psíquico e físico.

2- Bons professores possuem metodologia, professores fascinantes possuem sensibilidade. Os primeiros falam com a voz, quando se deve falar com os olhos e o coração, expressar emoções, alterar tonalidades, viajar na mente. Não deixar a agressividade e atos irresponsáveis tirá-lo do sério. Tenha olhos de águia.


Somos vítimas do "ter", escravos da "estética" e do "consumo". Aja com gentileza, solidariedade, tolerância, inclusão, altruísmo e sensibilidade: humanos.


3- Bons professores educam a inteligência lógica, professores fascinantes educam a emoção. Exploram o mundo do seu próprio ser. Trabalhar com a emoção é mais complexo que física e matemática. Estimule-os a pensar antes de reagir, a não ter medo do medo, a ser líder, assumir autoria, filtrar os estímulos, trabalhar as contradições da vida, a doar-se, ser fiel, entender que pequenas coisas dão grandes prazeres, saber perder e correr riscos.


Quem não educa a emoção torna-se insensível (com traços psicopáticos e ofensivos) ou hipersensíveis (preocupados demais e volúveis) ou ainda alienados (não ferem, não ajudam, não sonham,...).


4- Bons professores usam a memória como depósito de informação, professores fascinantes usam-na como suporte da arte de pensar. Usam pra a criatividade. Procura ensinar a pensar e não ser repetidores. A maioria das informações é esquecida, ou simplesmente não memorizada. O passado é reconstruído, só os números são lembrados. Para repetir existem as máquinas. Por isso devemos ser criativos, não engessar a arte de pensar, libertando nossos pensamentos, abrindo as janelas da inteligência. A maioria das provas engessa a inteligência. As informações mais úteis são aquelas transformadas em conhecimento e experiência. Ousadia, questionador, debatedor, romper paradigmas e formar pensadores.


5- Bons professores são mestres temporários, professores fascinantes são mestres inesquecíveis. Estes são procurados por eles, são amados, formam seres humanos, encantam com lições de vida, estimulam o íntimo, protegem as emoções. Cristo foi negado e abandonado pelos seus discípulos, mas suas sementes germinaram. Um grande mestre se fez pequeno para chegar e encantar a todos. Não se cale sobre sua história, transmita suas experiências.


6- Bons professores corrigem comportamentos, professores fascinantes resolvem conflitos em sala de aula. Conhecer as síndromes, proteger suas emoções, evitar responder no calor das emoções (use a ferramenta do silêncio), não querer dar lições de moral no momento da agressividade (surpreenda). Um tapa com luva de pelica direto no coração, como contar uma história. Convidá-los a valorizar o que tem. Usar o afeto e a inteligência no relacionamento.


7. Bons Professores educam para uma profissão, professores fascinantes educam para a vida. Procurar mudar paradigmas, ser livres para pensar e amar. Adquirir consciência crítica, promover auto-estima. Dar atenção aos marginalizados, estimular a liderança, sem medo de errar.


Os sete pecados capitais dos educadores:


1- Corrigir publicamente, expor os defeitos da pessoa. Os sábios usam os erros para construir. Deve-se valorizar a pessoa, não seus erros. Pior ainda, humilhar por problemas naturais. O trauma é realimentado constantemente. Não discriminar, não criar padrões. Procure reverter os sintomas da depressão em prazer pela vida. Quem estimula a reflexão é um artesão da sabedoria.


2- Expressar autoridade com agressividade – Quando acontecer, devemos pedir desculpas. Nossos erros podem ser reproduzidos por nossos filhos. Use o diálogo para rever os erros. Doar-se, cruzar os mundos, não ter medo de perder a autoridade, mas sim de perder os filhos.


3- Ser excessivamente crítico e obstruir a infância. Deve-se dar liberdade para brincar e errar, sem correr perigo. Não comparar com os outros, permitir espontaneidade. Não impor autoridade, não humilhar em público e não criticar excessivamente. Comparação somente se estimulante (não depreciativa). Aceitar as limitações (nossas e deles).


4- Punir quando estiver irado e colocar limites sem explicações. Dar um bom exemplo e apoiar em momentos difíceis supera traumas. Não se deixar levar pela ira. Se não puder controlar, saia de cena. Diante do erro, procure levá-los a repensar suas atitudes. Maturidade é a forma inteligente de corrigir alguém. A melhor punição é aquela que se negocia. Castigos, privações e limites só educam se estimulam a arte de pensar. Elogie o jovem antes de corrigi-lo ou de criticá-lo.


5- Ser impaciente e desistir de educar. Procure construir uma ponte entre os dois mundos (seu e do jovem “problema”). Um jovem “problema” pode esconder problemas maiores. Conquiste-o com atenção e afeto. São estes que testam nossa qualidade de educadores. Se você conquistar, darão mais alegria no futuro. Invista neles.


6- Não cumprir com a palavra. Não conseguir dizer não e prometer tudo, sem poder cumprir... Perde o respeito e o jovem cresce imaturo e desconfiado. A confiança é difícil de ser construída e fácil de ser destruída. 7- Destruir a esperança e os sonhos. Sem eles não há caminho nem motivação. Temos tendência a ferir as pessoas mais intimas. Combata isto! Sem esperança não se supera conflitos. Motivação para viver, superar e vencer.


7- Destruir a esperança e os sonhos. Sem eles não há caminho nem motivação. Temos tendência a ferir as pessoas mais intimas. Combata isto! Sem esperança não se supera conflitos. Motivação para viver, superar e vencer.

Fonte: Livro Pais Brilhantes e Professores Fascinantes - Autor:Augusto Cury
*************************************************************













Uns são homens;

Alguns são professores;
Poucos são mestres.
Aos primeiros, escuta-se;
Aos segundos, respeita-se;
Aos últimos, segue-se.
Se hoje enxergo longe, é porque fui colocado em ombros de gigantes!

Autor Desconhecido


Por isso busquems escolas que tenham métodos, filosofias que se adequem aos seus anseios em relação à educação de seus filhos. E claro que nesta escola existam pessoas e professores FASCINANTES!
Agradecemos à todos educadores por seu empenho, dedicação, amor, paciência e determinação em plantar sementes de aprendizado e amor na vida desses pequenos, contribuindo assim para um futuro repleto de seres humanos brilhantes e mais dignos!!!

Agradecimento especial para as professoras e educadoras da minha filha Isabella: Denise, Maria do Carmo, Vivi, Eli, Fabi, Dalva, Patty, Vivian, Teacher Lu, Nicolau, Céia, Edson, Mada, Edileuza, Kátia, Paulinha, Rosangela, Lolol e toda equipe da escola, NOSSO MUITO OBRIGADA POR TANTO AMOR...