terça-feira, 30 de novembro de 2010

Noiva Princesa, por Gio.

Pérolas de casamento por Giovanna, 04 aninhos, que a Mamãe Noiva Amanda nos contou:


"Mamãe Amanda: Giovanna vendo o meu álbum de casamento, achando tudo muito GLAMUROSO e solta: NOSSA MÃE COMO PAI TÁ LINDO, A VOVÓ SONIA, O VOVÔ PERA, TUDO LINDO... NOSSA MÃE OLHA QUE ENCANTO VOCÊ DE PRINCESA...Chorei..."







Tem elogio mais puro que o de uma filha?!? Mas nesse caso nós também concordamos com a pequena, pois o casamento estava maravilhoso, a nossa família toda linda e muito feliz com a União e concordo com a Gigi que a noiva parecia uma princesa!

Que vocês sejam felizes para sempre, beijos da cunhada, Adri.

Papo do outro mundo!

"Criança de 04 anos estava brincando no quarto quando a mãe chega e ela cumprimenta a mãe assim:

"Saudações Terráqueos!!!!
Mãe: Nossa que desenho de Robô é esse que fala isso?!?
Criança: Não é desenho eu falava assim quando eu era Adulto...."

Essas crianças adoram um papo do outro mundo, kkkk!!!! bjs Adri.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

O que faz uma psicóloga? por Mamãe Silvia.

Olha que engraçado o que Mamãe e Psicóloga Silvia Navarro nos contou da sua querida Maria Luiza, 06 aninhos:

"Minha filha me perguntou sobre minha profissão hoje...

O que faz uma psicóloga?: Para simplificar disse que cuidava da cabeça das pessoas. Eis que ela me vem com essa:

Ihhh Mãe, você não cuida nem da sua cabeça como vai cuidar da dos outros? Você tá sempre com dor de cabeça!!! Fala sério....kkkkk."

Depois das risadas, agora vamos esclarecer, a Silvia é uma excelente psicóloga, mãe e esposa e somos fãs desta maravilhosa família e como a caçula tem uma veia artística e puxou ao papai  famoso, ela nos proporciona esses bons momentos de gargalhadas por aqui. beijos nos quatro e um especial para Maria Luiza, Adri.

 

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Exposição "Água na Oca", no Parque do Ibirapuera.

Divulgando...

 
Doce ou salgada, abundante ou escassa, aliada ou adversária, pura ou poluída: em qualquer estado ou forma, a água é a estrela da megaexposição "Água na Oca".







"Essa é uma exposição para se molhar", diz Marcello Dantas, um dos curadores da megaexposição "Água na Oca", que ocupa os 8 mil m² do pavilhão da Oca, no Parque do Ibirapuera a partir desta sexta-feira, 26. Mas na verdade só se molha quem quiser ou for curioso a ponto de interferir em alguns elementos mais ousados da exposição, que fica em cartaz por cinco meses. O evento tem origem na mostra "Water: H2O=Life", apresentada em 2007, no prédio no Central Park West, em Nova York, e no Brasil é organizado pelo Instituto Sangari em parceria com o Museu de História Natural de Nova York. De forma inteligente consegue unir arte, ciência, tecnologia e informação.



"Tudo começou com a água. Foi ela que possibilitou a primeira imagem de nós mesmos", explica Dantas. O curador também já foi responsável por outras importantes exposições, como "Bossa na Oca" e "Roberto Carlos - 50 Anos de Música".



Nos quatro andares do pavimento há atrações interativas, exposição de obras de arte e fotografias, maquetes de embarcações, peças de acervo museológico, aquários reais e virtuais e instalações audiovisuais. O subsolo foi batizado de Desaguar e recebe obras de arte. Entre os profissionais que expõem no local estão os brasileiros Leandro Lima e Gisela Motta, Sonia Guggisberg, Laura Vinci, Márcia Xavier e o trio Rejane Cantoni, Raquel Kogan e Leonardo Crescenti. Estão lá, também, fotografias de Claudia Jaguaribe e cinco obras intituladas Water Sculptures, do inglês William Pye, que ficou conhecido como o escultor da água. Uma delas recria um redemoinho artificial em que a água se movimenta de acordo com a proximidade das pessoas. E outra é uma espécie de chafariz com cores em que o público pode interferir no volume de água lançado por ele.


No térreo, o visitante encontra o Mundo d?Água, que trata das relações entre a água, a vida e o planeta, suas propriedades, problemas e potenciais. Neste espaço a grande atração são as atividades que entretém e ensinam ao mesmo tempo. São telas com imagens de animais que vivem nas profundezas do oceano, aquários reais, um terrário virtual e brinquedos interativos, como uma balança que mede quais elementos têm mais água. "É uma brincadeira provocativa, todo mundo quer tentar adivinhar. É um jogo para crianças e adultos", diz Mário Domingos, um dos curadores científicos da exposição. Ele explica que o objetivo dessa sessão é simplificar informações, ensinar e conscientizar crianças e adultos a respeito da importância da água.


O primeiro andar do pavimento é chamado de Infiltração e apresenta a relação entre a água e cidadania, política e consciência ambiental. E para deixar essa ideia ainda mais real, uma das instalações simula um barraco em meio a uma enchente. O visitante entra na casa e logo começa a ter a sensação de estar acuado pela água que parece prestes a tomar o espaço. Gotas caem do teto, a água bate nas janelas, dando a impressão de que pode invadir o barraco, um vento forte entra pela porta e um som estrondoso de trovões ajudam a provocar uma sensação real.


A Última Fronteira está no segundo andar. É lá que ocorre a exibição de um filme de aproximadamente oito minutos. Deitados sobre colchões de ar, os espectadores são levados a diferentes lugares, desde os recifes de coral até as partes mais obscuras do oceano. As informações são do Jornal da Tarde.



Água na Oca - De hoje a 8 de maio de 2011. Oca (Av. Pedro Álvares Cabral, s/n, Portão 3, Pq. Do Ibirapuera). Tel. (011) 3883-9090. Entrada: R$ 20.




Fonte: www.estadao.com.br/noticias






quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Pérola do Leozinho, por Titio Ale.

Tio Ale ( Dindo) é desses titios super corujas, mas pudera olhem que lindo o seu sobrinho, Leonardo, 04 aninhos. Vejam o que ele nos contou:

"Minha mãe e minha irmã estavam conversando sobre a doença do meu pai e falavam de fígado pra cá, fígado pra lá...

Aí o Leo pergunta: Mamãe, Naninha (a Vovó) quem se chama fígado????"




Adoreiii, o Leozinho está certíssimo! Quem está doente é o tal do Fígado e não o Vovô! Temos certeza que o Vovô vai ficar bom logo, com esta linda família ao lado dele! Estamos na torcida, beijos Adri.

Nascemos de novo em outra casa? por Bella.

Olha a conversa sobre outras vidas que tive com minha filha Isabella, 03 aninhos:


Isabella afirma: Mamãe quando agente morre você disse que agente vai morar lá em cima (apontando o céu)...
Mas mamãe depois agente volta né???
Eu disse: Isso mesmo depois que vamos lá para cima, nascemos outra vez....
Bella: Mamãe agente nasce de novo e mora em outra casa???
Eu respondi catatônica: Isso filha em outra casa....
Mamãe quando eu voltar quero morar naquela casa verde...( uma mansão dessas de revista, com PISCINA, que tem próximo à nossa casa) kkkkkkkk. Dei muita risada....
Eu continuei a conversa dizendo: Filha você não precisa nascer de novo para morar lá, nós podemos nessa vida ganhar mais dindin e também morar numa casa maior e com a tão sonhada piscina! Por enquanto nós temos uma casa muito linda e hoje temos que ser feliz aqui!














Para aqueles que acreditam na Reencarnação se preparem, pois essas crianças já tem certeza de que ela existe e nos questionam com pouca idade.
A Isabella vai fazer 04 anos e ela quando me pergunta ou conversa, ela fala com tamanha convicção e certeza sobre temas de vida e morte que ficamos desconcertados às vezes para responder.

Essa conversa que tive com ela nos leva a refletir um assunto importante:

Primeiro estarmos prontos para responder, dentro da religião, filosofia ou doutrina que cada família segue, com fundamento e principalmente com naturalidade. Pois falar de morte para nós ocidentais é sempre polêmico e complicado e se tivermos sabedoria para dar um outro enfoque não tão negativo, acredito que eles sofrerão menos com essa experiência.

Outro ponto importante, para quem acredita na reencarnação é que devemos sim passar os ensinamentos sobre reencarnar mas tomar muito cuidado para falar, pois as crianças apesar de toda evolução que têm são crianças pequenas e se a morte for algo encantador, eles podem querer vivenciar, pois não tem maturidade ainda para diferenciar algumas coisas. Assim, eu que acredito na reencarnação acho que podemos falar com naturalidade sobre o assunto, mas dar enfoque mais a VIDA propriamente dita do que a passagem para o outro plano (morte) e esperar para quando eles forem maiorzinhos e tratar o assunto com toda informação necessária ao esclarecimento deles, da única certeza que temos, a MORTE ou o Renascer para outro plano.


Um grande beijo, Adri.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Aprontando Uma, Uma Casa muito Especial.

Descobrimos uma Casa muito Especial, APRONTANDO UMA!

A Proposta deles é explorar e desenvolver nossos pequenos brincando. Eles tem atividades para crianças de 0 a 03 anos, vale a pena conferir!!!




DESENVOLVER BRINCANDO

 
Uma casa especial em que cada canto tem sempre uma novidade. O quintal lembra a casa da avó, com passarinhos, peixes e árvores frutíferas. Lá dentro é melhor do que a casa de doces da bruxa: da cozinha vem sempre um cheirinho de coisa boa que as próprias crianças puseram a mão na massa e fizeram. E em cada ambiente tem sempre um desafio novo ou uma brincadeira surpreendente.
Mais do que brincar, no Aprontando Uma as crianças descobrem habilidades e possibilidades. O movimento é a base do desenvolvimento motor, social e emocional. Afinal, a ciência já comprovou que entre os zero e os três anos o desenvolvimento do cérebro é mais intenso do que em qualquer outro momento da vida e depende diretamente  da quantidade e da qualidade de estímulos recebidos.
Oferecem um ambiente em que o desenvolvimento é uma das metas, mas não são uma escola. Atendem por pacotes de horas e a família pode acompanhar as atividades sempre que quiser.


Todos os dias
Artes
Circuitos
Atividades programadas
A leitura antes do texto escrito
Shantala

Acessem:
www.aprontandouma.com.br


Aproveitamos para agradecer por seguirem nosso BLOG e desejar muito Sucesso para o Aprontando Uma, beijos Adri.

Amor de Gêmeas, por Mamãe Lia.

A Mamãe Lia tem quatro filhos lindos e hoje vamos falar das suas filhas gêmeas.
Elas são as caçulinhas, Rafaella e Fernanda, 06 aninhos e são super apaixonadas uma pela outra e olha o que a Mamãe nos contou:

"Fernanda pergunta para Rafaella: Rafa, o que te faz feliz?
Rafa responde: "Você FÊ!!!
Gente...é pra chorar de emoção! Obrigada meu Deus!!!"


 
 
 
Isso mesmo Lia tem que agradecer à Deus por ter duas filhas tão especiais e poder presenciar um Amor tão grande e puro!
Estou apaixonada por elas também e quero aproveitar para dizer que a Lia é uma das minhas mais novas amigas e foi paixão à primeira vista! Amo vocês, beijos nessa linda família, Adri.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Um ótimo dia para você papai, por Gabriel.

"Papai Marcio, ligou para seu filhote, o Gabriel, 07 aninhos e disse:
Oi filho liguei para te desejar um bom dia!
Gabriel responde: E eu papai quero te desejar UM ÓTIMOOOO DIA, porque você está na cadeira de rodas...mas logo logo você vai sair dela"

Esse menino não é lindo demais?!!!! Gabriel é um dos meninos mais apaixonante que conheci e além de tudo muito iluminado, veio para alegrar ainda mais a vida do papai e eu também tenho certeza que logo o papai vai sair da cadeira de rodas! beijos no meu grande amigo Márcio e no loiro lindo, Adri.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Pérola de Natal, por Pietra.

A Thatiana tem duas filhas lindas e hoje ela nos contou uma Pérola de Natal da sua querida Pietra, 04 aninhos:

Mamãe Thati:
A Pietra me disse que pediu para o Papai Noel uma Bela Adormecida e um Príncipe....então falei: Nossa Pipi, mas você sabe onde compra???
Pietra falou: Ahhh O Papai Noel sabe! ahaha






Muito esperta essa menina, agora corre avisar o bom velhinho para ele comprar os dois presentes!!!

Vamos aproveitar para dar os Parabéns para a caçulinha VIC, que fez um aninho, muita saúde e felicidade para ela :) bjs para vocês, Titia Adri.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Novo verbo, por Caroline.

Nossa linda Caroline, 03 aninhos é muito inteligente e ela é ótima em criar novas palavras, afinal nossa Língua Portuguesa não tem verbos suficientes para esse nosso Universo Kids.


"Estava ela no banheiro da escolinha, quando grita para sua professora:

VIVI, a descarga não está DESCARGANDO!"


Amei Carol, um beijão para vocês e Um ótimo feriado para todos! Adri.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Um ônibus só para mim, por Julia e Heloisa.

Olha que a Mamãe Heloisa nos contou da sua filha Julia, quando ela tinha 04 aninhos:

"Meu carro estava na revisão e fomos ao pediatra de ônibus...era a primeira vez que ela andava de onibus.....kkk
Entramos e sentamos ao lado de um senhor....ela bem séria olhou bem pra ele, depois pra mim e disse bem alto:
MAMÃE QUEM É ESTE HOMEM E PORQUE ELE ESTÁ SENTADO DO SEU LADO???kkk........ "



Dei muita risada, porque afinal de contas, para ela aquele era só um carro maior que o habitual e com motorista, porque teria que ter alguém além das duas? rs.
ÓTIMA HELOISA, ESSA FOI MEMORÁVEL!!!
Obrigada por compartilhar essa pérola conosco.beijos para você e para a Julia.

Aprendiz de Maestro, por Miguelito.

Mamãe Renata nos contou mais uma do Miguel, 05 aninhos: 




 "Temos ido na Sala SP, naquele projeto "Aprendiz de Maestro", da última vez comentei com ele que nossa assinatura está no fim. Ele disse: "Ahhh mãe, eu queria vir aqui até morrer..."











Essas crianças são de uma sensibilidade sem fim, fica a dica para lazer: Museus, Exposição de Arte, Concertos de Música, Peças de Teatro, Livrarias, etc alimentam a alma dos nossos pequenos, Vamos Explorar isso!!!
Miguelito amamos ter você aqui novamente. beijos nos dois, Adri.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Saia justa da Mamãe Renata.

Menina de 09 anos pergunta à sua Mamãe Renata:

Mamãe como é que nascem os bebês das sereias, se elas têm cauda???




Ótima pergunta!!! E nós mamães sempre na saia justa para responder as indagações dos nossos pequenos, haja imaginação!!!
Beijos especiais para Dra Renata, que além de ser uma Super Mãe é uma Homeopata Maravilhosa!!!!

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Matéria sobre Crianças Índigos e Cristais.


 Leiam a Matéria na Íntegra, publicada no UOL Estilo, dia 25/09/10, na Sessão Comportamento.

Tudo começou em 1982, quando a parapsicóloga norte-americana Nancy Ann Tappe lançou o livro “Understanding Your Life Through Color” (Entendendo sua Vida Através da Cor). Foi a primeira publicação a mencionar o padrão de comportamento dessas novas crianças nascidas a partir dos anos 1970 e tidas, segundo a psicóloga Valdeniza Sire Savino, de São Paulo, como “pioneiras, desbravadoras, agentes de transformação que provocarão, por meio de suas atitudes, mudanças em todos os setores da sociedade”. O índigo se refere à luz azul emanada pela aura. Segundo o dicionário “Houaiss”, a aura, no sentido da parapsicologia, significa “suposta manifestação de substância etérea que irradia de todos os seres vivos, somente perceptível por pessoas de sensibilidade especial”.


Essas crianças adoram desafios, não aceitam proibições sem argumentos, fazem várias coisas simultaneamente, têm ótima autoestima, não sentem medo e adoram tecnologia, entre outras características. Segundo Tappe, os índigos vivenciam uma grande mudança por volta dos 26 ou 27 anos, quando passam a ter noção de sua missão na Terra. Começam a ter uma visão cada vez mais clara do que vieram fazer aqui, de seus objetivos, e seguem seu ideal até se tornarem mais velhos e poderem concluí-lo. Os adultos com esse perfil, em geral, cresceram com um sentimento de inadequação, sentindo-se diferentes, e com forte predisposição a se casar tarde e a demorar a se firmar na carreira.

O outro lado da geração Y

1- Superficialidade e egoísmo
2- Suscetibilidade
3- Revolta e tendência a mentir
4- Fragilidade
5- Desrespeito à autoridade e à hierarquia
Roselake Leiros, coach de carreira e de relacionamentos, de São Paulo, especialista também em terapia de constelações familiares, prefere se referir aos índigos como geração Y – o nome é validado por vários estudiosos. Para ela, seja qual for o nome utilizado, essas crianças têm moldado os métodos de educação, pois requerem tratamento diferenciado. “Em primeiro lugar, os pais precisam ser verdadeiros, autênticos. Quando não souberem responder algo, por exemplo, devem admitir e mostrar interesse em descobrir. Como a sensibilidade é um ponto forte da geração Y, essas crianças conseguem flagrar uma mentira”, ressalta. Como os índigos - ou Y - são bastante focados nas coisas de seu interesse, mas muito distraídos quando não interessados, é necessário sempre propor coisas interessantes, estimulantes e desafiantes.

De acordo com os estudiosos do assunto, os pais e os professores nunca devem agir com base no controle e no autoritarismo, do tipo “eu mando, você obedece e ponto final”. Essa atitude é a maior causa de conflitos e problemas. “Por outro lado, os pais dos índigos não devem enaltecê-los a ponto de fazer que se sintam superiores às demais pessoas à volta, porque, apesar de serem seres mais evoluídos espiritualmente, não são perfeitos e necessitam de boa supervisão e direcionamento. Também não devem pender a balança para o lado oposto, ou seja, achar que porque o filho é índigo ele se basta”, ressalta Valdeniza.

No Brasil, é comum associar o conceito índigo ao espiritismo, já que foram os espíritas que mais se interessaram pelo assunto. Porém, isso não quer dizer que esse seja um assunto religioso, pois, como a doutrina espírita tem tríplice aspecto - ciência, filosofia e religião -, ela estuda, pesquisa e observa de acordo com os parâmetros que possibilitem uma análise psicológica e filosófica do que ocorre.

Índigo não é um doente hiperativo

Segundo os defensores do conceito, é muito comum confundir o perfil de uma criança índigo com o de uma portadora de transtorno de déficit de atenção com hiperatividade. Em seu livro “Mentes Inquietas” (Editora Gente), a psiquiatra Ana Beatriz Barbosa Silva dá as características de quem tem TDAH. Selecionamos dez:

•Falta de atenção a detalhes; por descuido comente erros na escola.
•Facilidade para perder coisas.
•Dificuldade para se organizar.
•Agita as mãos ou os pés sem parar.
•Corre e esbarra nos objetos.
•Dificuldade para brincar em silêncio.
•Dificuldade para esperar sua vez.
•Baixa tolerância à frustração.
•Quer fazer várias coisas ao mesmo tempo.
•Frequentemente fala sem parar.
Obs.: Para um diagnóstico preciso, é necessária avaliação médica.

Características principais das crianças índigo

 

•Também chamadas de “rompedores de sistemas”, elas viriam ao mundo com a missão de promover a aceleração do processo de evolução humana e planetária.

 

•Determinação a pôr em xeque o status quo, os valores estabelecidos e todo um sistema adoecido e caótico que se instalou na sociedade atual.

 

•Alta sensibilidade.

 

•Questionadoras, não aceitam um “não, porque não” sem argumentos verdadeiros como resposta.

 

•Têm um olhar profundo e magnético.

 

•Têm liderança carismática.

 

•São guiadas por um grande senso de justiça.

 

•Sua presença incomoda, pois é como se estivéssemos na presença de um espelho que reflete de forma potencializada todo o nosso interior, com aspectos de luz e sombra.
•Não têm problemas de autoestima.

 

•Não têm vergonha ou problema em expressar suas necessidades.

•Acreditam plenamente em si mesmas.

 

•Não são massa de manobra, não se deixam conduzir, não são manipuláveis.

•Não são adeptas de práticas que agridam a natureza.

•Detestam preconceito.
•Na adolescência, não são adeptos das baladas nem gostam de “ficar”; preferem namorar.

•Muitos deles não aceitam comer carne de qualquer animal, preferem escolher legumes, verduras etc.
•Acreditam em Deus, e a continuação da vida após a morte não é novidade para eles.
Fonte: Valdeniza Sire Salvino

Como são os bebês índigos

•Têm olhos grandes e olhar profundo;

•Penetram em nossa alma e não sorriem de imediato, fitam-nos por um longo tempo, nos magnetizam;

•Sua energia é de paz, de serenidade;

•Transmitem conforto, paz e muito amor de um modo que nos sentimos bem perto deles e não queremos nos afastar;

 

•Desde cedo, mostram-se muito sensíveis às emoções dos pais
;
•Demonstram uma capacidade impressionante de recuperação em caso de doenças, inclusive estranhas e graves, o que chega a impressionar os médicos;

 

•São extremamente carinhosos e meigos;
•Muitos têm dentes bem cedo;

 

•Alguns chegam a falar com três ou quatro meses algumas palavras, mesmo que depois não falem mais e só voltem a falar com 3 ou 4;

 

•Chamam a atenção pela vivacidade que apresentam desde cedo.

Fonte: Valdeniza Sire Salvino

A evolução cristal

Segundo os estudiosos do tema, essas crianças são um subgrupo dentro do grande grupo evolutivo chamado índigos ou Y. “São aquelas que possuem espiritualidade ainda maior que os índigos. Sempre que se faz necessário mudar, estão à frente aqueles que vão abrir caminhos para que isso aconteça. É o caso dos índigos: abrir caminhos para os cristais”, destaca a psicóloga Valdeniza Sire Salvino.

As crianças cristais possuem muitas das características dos índigos e outras bem específicas, tais como: hipersensibilidade, telepatia acentuada, e uma energia ainda mais sutil. De acordo com os estudiosos, elas teriam o poder de transformar um ambiente apenas com sua presença e com sua aura amorosa e generosa. Atrairiam as pessoas e as crianças, inclusive, como se fossem um imã, pois todos querem estar perto delas. As cristais seriam realmente “transparentes e falariam a linguagem da alma”, por isso a dificuldade de dizer não a elas ou mesmo ficar bravo. Outra característica apontada é o olhar no fundo dos olhos e a seriedade iniciais, pois elas estariam lendo a energia, a alma da pessoa, o que poderia causar uma reação forte. Assim, pessoas muito estressadas, desequilibradas e/ou negativas seriam identificadas e logo rejeitadas, geralmente com choro compulsivo.

Para saber mais,

Confira uma série de livros sobre o assunto:

•“Crianças Índigo – Crianças Muito Especiais Estão Chegando”, de Lee Carroll e Jan Tober (Butterfly Editora)
•"Crianças Índigo – Uma Geração de Ponte com Outras Dimensões... No Planeta Índigo da Nova Era, de Tereza Guerra (Editora Madras)
•“Crianças Índigo – Uma Nova Consciência Planetária”, de Sylvie Simone (Editora Madras)
•"Crianças Índigo – Uma Visão Espiritualista”, de Rosana Beni (Editora Novo Século)
•“Educando Crianças Índigo – Uma Nova Pedagogia para as Crianças da Nova Era!”, de Egidio Vecchio (Butterfly Editora)
•“Poder Índigo e Evolução Cristal – Autoconsciência Índigo para Jovens e Adultos”, de Tereza Guerra (Editora Madras)
Fonte:














Sonho de consumo do Lucca, por mamãe Camilla.

Olhem o sonho de consumo do pequeno Lucca, 05 aninhos, filho da Camilla:



" Mamãe quando você e o papai morrerem eu vou ficar com a cama de vocês?
Ela é tão grande e aí eu vou poder pular nela toda noite... ai que delicia!!!!

Mamãe suspirando: ele não está nem pensando em sentir saudades da gente? só quer saber da nossa cama!!! snif!"







Lucca demos muita risada e pude até imaginar você pulando na cama, rs.
Mas agente sabe que foi só a maneira de externar seu maior sonho de consumo, uma cama grandona só para você pular!!!

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

É proibido fumar, por Gio.

Giovanna, 04 aninhos falou o seguinte para sua mamãe:
Mamãe se você fumar vai cair seu pé, então páaraaaa de fumar mamãe!!!!









Depois que ela falou isso eu comecei a observar as embalagens de cigarro e vi uma delas, com uma pessoa com o pé todo machucado. 
Fala sério, com 04 aninhos sabe que fumar faz mal para a saude.
Uma salva de palmas para minha sobrinha! 
Amamos Gigi aqui no BLOG, É proibido fumar!!!!!!