sexta-feira, 4 de março de 2011

Marchinhas de Carnaval, para embalar a criançada!

Para relembrar algumas das famosas Marchinhas de Carnaval, aumentem o som e ensinem as letras das marchinhas para as crianças, assim mantemos viva essas pérolas que embalaram nossos inesquecíveis Carnavais de Salão ;)


MAMÃE EU QUERO


(Jararaca-Vicente Paiva, 1936)


Mamãe eu quero, mamãe eu quero


Mamãe eu quero mamar


Dá a chupeta, dá a chupeta


Dá a chupeta pro bebe não chorar


Dorme filhinho do meu coração


Pega a mamadeira e vem entrá pro meu cordão


Eu tenho uma irmã que se chama Ana


De piscar o olho já ficou sem a pestana


Olho as pequenas mas daquele jeito


Tenho muita pena não ser criança de peito


Eu tenho uma irmã que é fenomenal


Ela é da bossa e o marido é um boçal


MÁSCARA NEGRA
(Zé Keti-Pereira Mattos, 1966)


Quanto riso oh quanta alegria


Mais de mil palhaços no salão


Arlequim está chorando


Pelo amor da colombina


No meio da multidão


Foi bom te ver outra vez


Está fazendo um ano


Foi no carnaval que passou


Eu sou aquele pierrô


Que te abraçou e te beijou meu amor


Na mesma máscara negra


Que esconde o teu rosto


Eu quero matar a saudade


Vou beijar-te agora


Não me leve a mal


Hoje é carnaval





A JARDINEIRA
(Benedito Lacerda-Humberto Porto, 1938)


Ó jardineira porque estás tão triste


Mas o que foi que te aconteceu


Foi a camélia que caiu do galho


Deu dois suspiros e depois morreu


Vem jardineira vem meu amor


Não fiques triste que este mundo é todo seu


Tu és muito mais bonita


Que a camélia que morreu




PIERRÔ APAIXONADO
(Noel Rosa-Heitor dos Prazeres, 1935)


Um pierrô apaixonado


Que vivia só cantando


Por causa de uma colombina


Acabou chorando, acabou chorando


A colombina entrou num butiquim


Bebeu, bebeu, saiu assim, assim


Dizendo: pierrô cacete


Vai tomar sorvete com o arlequim


Um grande amor tem sempre um triste fim


Com o pierrô aconteceu assim


Levando esse grande chute


Foi tomar vermute com amendoim




ALLAH-LÁ-Ô
(Haroldo Lobo-Nássara, 1940)


Allah-lá-ô, ô ô ô ô ô ô




Mas que calor, ô ô ô ô ô ô


Atravessamos o deserto do Saara


O sol estava quente


Queimou a nossa cara


Viemos do Egito


E muitas vezes


Nós tivemos que rezar


Allah! allah! allah, meu bom allah!


Mande água pra ioiô


Mande água pra iaiá


Allah! meu bom allah


CABELEIRA DO ZEZÉ
(João Roberto Kelly-Roberto Faissal, 1963)


Olha a cabeleira do zezé


Será que ele é


Será que ele é


Será que ele é bossa nova


Será que ele é maomé


Parece que é transviado


Mas isso eu não sei se ele é


Corta o cabelo dele!


Corta o cabelo dele!



Ó ABRE ALAS
(Haroldo Lobo e Nássara)




Ó abre alas

Que eu quero passar


Ó abre alas


Que eu quero passar


Eu sou da Lira




Não posso negar


Eu sou da Lira


Não posso negar


Ó abre alas


Que eu quero passar


Ó abre alas


Que eu quero passar


Rosa de Ouro

É que vai ganhar


Rosa de Ouro


É que vai ganhar.




BOM FERIADO E BOA FOLIA PARA OS PEQUENOS E GRANDINHOS (os grandinhos, APRECIEM COM MODERAÇÃO!), beijos Adri.