quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Dicas da ChefNutri, Nem toda gordura é ruim, por Fabiana Borrego.


Nem toda gordura é ruim.

Muito se fala das gorduras, sempre são vilãs, mas as gorduras boas são essenciais para o nosso organismo, não só como fontes de energia, mas também como importantes blocos de construção para as células, para os hormônios e para auxiliar na absorção das vitaminas lipossolúveis (vitaminas A, D, E e K).

Muito dos mal entendidos sobre a gordura são pregados pelas dietas da moda e também pela enxurrada de informações sobre os riscos e benefícios das dietas ricas nesse nutriente.
O que é claro é que uma dieta equilibrada e saudável para uma criança inclui o consumo moderado de gordura.

Nem todas as gorduras são iguais. A gordura saturada é a pior de todas, bom optar pelas gorduras poliinsaturadas (sardinha, salmão, truta, bacalhau, óleos de soja, girassol e milho) e monoinsaturadas (óleo de canola e de soja, azeite de oliva, abacate, castanhas e amêndoas).
Uma boa regra para reconhecê-las é que as gorduras insaturadas são líquidas à temperatura ambiente e são geralmente derivadas de vegetais,
enquanto que as gorduras saturadas permanecem sólidas à temperatura ambiente e são tipicamente derivadas de origem animal.

Para sempre manter bem longe as gorduras do “mal” de suas crianças, fiquem atentas aos rótulos nutricionais, quando for comprar algo para sua criança, você deve ler bem as informações contidas nas embalagens e EVITAR o consumo de gorduras parcialmente hidrogenadas, como as encontradas em abundancia na maioria dos biscoitos, bolachas e salgadinhos.
O que mais me incomoda é a quantidade de gordura trans nos alimentos, que muitas vezes essa informação são maquiadas e até falsas, portanto fique atento (a).

As quantidades dos alimentos são fornecidas em gramas nas informações nutricionais, se a gordura trans presente na porção da informação nutricional não passar de 1g o fabricante pode colocar em sua embalagem que o alimento é isento de gordura trans, inclusive muitos usam como marketing o famosos “0% de gordura trans”, mas observe bem, pois isso aparece em letras muito miúdas, que esse percentual é na porção, como por exemplo, em várias bolachas recheadas, onde 2,5 de biscoitos apresentam essa quantidade que não precisa ser declarada (menos de 1g), mas em sua composição, existe a gordura vegetal hidrogenada que é a tão famosa gordura trans.
Portanto leia SEMPRE a embalagem do produto e observe os dizeres “0% de gordura trans” e leia também a lista de ingredientes (para ter a certeza que nesse produto existe a gordura vegetal e a gordura vegetal hidrogenada).