sexta-feira, 29 de junho de 2012

A Criança e o Sábio, texto de Augusto Cury.



“A Criança e o Sábio,



Dizia-se que o sábio tinha o segredo da felicidade e que o guardava cuidadosamente em um cofre.

O rei mandou chamá-lo e lhe ofereceu muito dinheiro pelo cofre, mas o sábio simplesmente recusou a oferta, dizendo que era algo que o dinheiro não podia comprar.

Um dia, uma criança se apresentou diante do sábio.

- Sábio, por favor, ensine-me o segredo da felicidade.
Movido pela pureza e inocência da criança, o sábio lhe disse:

Preste muita atenção.

A primeira coisa que você deve fazer é amar-se e respeitar-se e dizer a si mesmo todos os dias que você pode vencer todos os obstáculos que se apresentarem na sua vida. Isso se chama autoestima.

A segunda que deve fazer é pôr em prática o que você diz e o que pensa.

A terceira, é jamais invejar alguém pelo que ele tem ou é.
Eles já alcançaram as suas metas, agora alcance as suas.

A quarta, é jamais guardar rancor de ninguém no seu coração.

A quinta, é não se apoderar do que não é seu.

A sexta, é jamais maltratar alguém; todos os seres têm o direito de ser respeitados e queridos.

E a última coisa que você deve fazer é acordar todos os dias com um sorriso e descobrir em todas as pessoas e em todas as coisas o seu lado positivo.

Pense na sorte que você tem.

Ajude a todos sem pensar no que poderá obter em troca e passe adiante o segredo da felicidade.”

Augusto Cury

 Para mim o segredo está em não entrar nessa busca incessante por felicidade.
Isso é exaustivo e frustante.
Agora viver os momentos felizes de forma intensa e quanto bater a tristeza, as derrotas,
vivê-las com resiliência, isso sim é enriquecedor!

FELIZ FINAL DE SEMANA! 




Créditos da Foto







quinta-feira, 28 de junho de 2012

A menina que está mudando o mundo, Ta´Kaiya Blaney - a Guardiã da Natureza.



Matéria na íntegra da Folha Online.

Guardiã da natureza

Garota faz música sobre vazamento de petróleo e vira celebridade de defensores do ambiente



LOUISE SOARES

COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, DO RIO.



Ta'Kaiya Blaney vivia como qualquer garota da comunidade indígena Sliammon, no Canadá. Estudava, brincava e nadava no rio. Até que, em fevereiro do ano passado, sua mãe pôs no YouTube um vídeo em que a menina, com dez anos, canta "Shallow Waters" (águas rasas). A música, escrita por Ta'Kaiya com sua professora de piano, alerta para riscos da construção de um oleoduto (tubo gigante que transporta petróleo por baixo da terra).

Na canção, conta como a natureza pode ser destruída se esse petróleo vazar. Tornou-se celebridade de ambientalistas (defensores da natureza).

Nesta semana, esteve no Brasil para participar da Rio+20, que discutiu a preservação do ambiente. Cantou no evento "Mulheres e o Desenvolvimento Sustentável".

Depois, falou com a "Folhinha".


FOLHINHA - De onde surgiu inspiração para compor "Shallow Waters"?

TA'KAIYA BLANEY - Há um projeto para construir um oleoduto entre duas províncias no Canadá, que ameaça 45 nações indígenas, além de duas importantes bacias hidrográficas [de rios]. Escrevi pensando que, se um vazamento ocorresse, estaria tudo morto, não restaria nada além do silêncio pelo que poderíamos ter salvado.

 
Por que pensou nisso?

Estava estudando sobre lontras e descobri que a maior causa de mortes entre esses animais eram derramamentos de óleo. Além disso, meu pai e meu avô, que são da comunidade Sliammon, me contavam sobre como, antes, podiam pescar com as próprias mãos, nadar nos rios e passear na praia sem medo de as águas estarem poluídas.

 
Você tentou entregar carta para a empresa responsável pela construção do oleoduto, mas foi barrada. Como se sentiu?

Fiquei desapontada, pensei que iria entrar e gritar "Parem com isso!", mas impediram minha entrada. Foi estranho, mas mostrou que ficaram com medo de uma menina!

O que pensa do futuro?

Quero que as pessoas percebam que não podemos continuar seguindo essa rota da industrialização. Se nós criamos buracos na camada de ozônio, desmatamos florestas e transformamos matas em desertos, devemos mudar para um futuro melhor.



CLIQUE AQUI!

E assista o video.



 
"ÁGUAS RASAS"



TRECHO TRADUZIDO DA MÚSICA DE TA'KAIYA

 
Você se lembra da brisa salgada do oceano?

A gente construía castelos na praia e brincava no calor do verão, mas agora está tudo cheio de óleo.

Vamos voltar ao tempo em que nos importávamos, quando todos esses problemas não estavam lá.

Um pedido de ajuda, essa é a minha canção.

Se não fizermos nada, irá tudo embora.



Na RIO+20


EMOCIONANTE, o tamanho dessa menina!
Tão pequena e já transformando o MUNDO!

 

quarta-feira, 27 de junho de 2012

O céu não é o limite.

Dica de Livro, As 14 Pérolas Budistas, da Brinque-Book.


Se gostou da dica de livro das 14 Pérolas da Índia, esse é mais um livro encantador da dupla!

As 14 Pérolas Budistas traz a filosofia Budista em uma linguagem simples e repleta de grandes ensinamentos!

Alguns dos contos:
O Arqueiro Zen, A Peneira e a Xícara,
O Monge Assistente de Buda, O Ponto de Equilíbrio e O Som da Vida.



"Num templo budista, um monge queria porque queria alcançar a iluminação o mais rápido possível.
Para isso, meditava mais que os outros, recitava mantras sem parar e jejuava mais do que o necessário.
Com o passar do tempo, o jovem foi emagrecendo, seu aspecto era terrível, mas mesmo assim, continuava suas práticas sem esmorecer.
Certa manhã, o mestre do templo interrompeu um mantra do seu ansioso aluno e perguntou: – Por que tamanha pressa, meu querido monge? " 




As 14 Pérolas Budistas
Autor: Ilan Brenman
Ilustradora: Ionit Zilberman
Editora:Brinque-Book



BOA LEITURA!






Tô ferrada, por Bella


Estava com minha filha Isabella, 05 anos,  no carro
 quando ela falando sozinha, solta:
Tô ferrada!!!

Eu: Que coisa feia, falando isso!

Bella: Coisa feia digo eu,
porque você nunca me ensinou que tô ferrada é nome feio?

terça-feira, 26 de junho de 2012

Dica de Livro: As 14 pérolas da Índia, editora Brinque-Book.


Fiquei encantada com esse livro pela a sabedoria que cada conto traz e com as lindas ilustrações que nos remetem ao oriente!

AS 14 PÉROLAS DA ÍNDIA Sinopse


Autor: Ilan Brenman
Ilustradora: Ionit Zilberman
Editora: Brinque-Book



Numa manhã crepuscular, o Deus Supremo olhou para a fileira de homens de barro e finalmente descobriu o local apropriado para esconder a chave da felicidade. - É isso! - gritou Brahma - Os homens nunca vão pensar em procurar a chave da felicidade no lugar em que estou pensando em escondê-la."



Sempre ouvimos dizer que a idade traz maturidade e sabedoria, isso não vale somente para pessoas. A antiga cultura indiana foi o berço de muitas religiões, filosofias e, pricipalmente, narrativas sábias. Neste livro conseguimos nos aproximar de uma cultura ao mesmo tempo tão distante geografcamente, e tão próxima na essência humana que nos mostra.



Um livro com 14 surpreendentes contos que refletem sobre a vida.
Para ler como se estivesse ouvindo Ilan Brenman contar.


BOA VIAGEM E BOA LEITURA!








Causa mortis - a barriga, por Felipe.


A Mamãe Luciana contou essa:

Trágico fim, por Felipe de 12 anos:

"Estávamos no carro, então começa a seguinte conversa.

Felipe: Eu vi na TV que um cara no Maranhão caiu de uma ponte de 130 metros de altura
 e como ele era gordinho ele atingiu uma velocidade de 200km/h.
Como ele caiu de barriga, ele morreu!"
 
Olha as conclusões para a causa mortis!



segunda-feira, 25 de junho de 2012

Eu e minhas muitas vidas, por Rafa.


A Mamãe Luciana contou mais uma pérola do seu Rafa, 04 anos,
sobre os mistérios da reencarnação!

"Rafael, viajando sobre outras vidas...

Quando eu era um caixão eu era de madeira, sabe?
Então eu voltei como violão e hoje eu sou o Rafa Britadeira!
Na próxima eu venho como Batman!!!"






O que meu dedo tem a ver com o pirulito? por Isa.



"A Mamãe Valéria nos contou essa da sua Isabela: 

Minha Isabela prendeu a mão na porta na escola. 
(o dedinho dela ficou roxinho e fui até o médico par ver se estava tudo bem)

Exame no médico, tira chapa, mexe a mão e manda pra médica...

Isa pede para a médica: Será que você pode me arrumar um pirulito?

A médica: Posso ver se tem algum aqui, mas você tem que mexer a mão direitinho, tá?

Isa, dispara: Tia, o que tem haver vontade de comer pirulito com dor de dedo?
Não mexo a minha mão porque tá doendo...
O pirulito é pra ver se eu fico feliz e parar de doer a mão...
Você nao aprendeu isso na escola???"


Hahahaha, Isa você é genial!!!





sexta-feira, 22 de junho de 2012

Pequena Iogue Carol e a insustentável leveza do ser.


A Mamãe Luciana nos presenteou com essa PÉROLA
da sua Carol, 06 anos:

"Carol, em um momento insustentável leveza do ser,

O que é o ar?

Ela mesma responde:
O ar é o que está aqui!
Mas, aqui aonde que não vejo?
É o que vc respira!

Então a gata começa a respirar fundo e falar :

Eu sinto o ar no meu corpo!

Na sequência um barulho...

Mamãe pergunta: O que foi isso?

Carol: Um pum!!!!!

Mamãe: Sim, mas o que é isso?

Carol: É o ar saindo do meu corpo bem fedido!

Mamãe: Fala sério!"



Não consigo parar de rir, vocês são demais!!!




Ensinar a amar, por Goethe.


"Só é possível ensinar uma criança a amar,
Amando-a."
GOETHE

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Novo livro da Tatiana Belinky, O Espelho.


A maravilhosa escritora de livros e também minha maior inspiração, Tatiana Belinky,

Lança o livro: O Espelho.



Quando criança, a escritora Tatiana Belinky tinha uma relação dúbia com o espelho. Gostava de brincar com o objeto, mas também brigava com ele.
Tinha uma autoestima baixa, como define, e, por isso, muitas vezes via o espelho como inimigo.
Ao aprender a fazer as primeiras letras, a menina, canhota por natureza, se tornou ambidestra por vontade do pai.
"Experimente a outra, você tem outra mão", ele disse. E Tatiana desenvolveu a habilidade de escrever com as duas.
"O espelho, mentiroso, invertia a imagem, e a mão mais fraca virava a forte, a que dominava", brinca a escritora."O Espelho"

A vida de uma das mais importantes autoras de histórias infantis do Brasil é tão encantadora quanto a imagem refletida no espelho.
Nascida em São Petersburgo, na Rússia, Tatiana veio para o País quando tinha 10 anos.
A família fugia da guerra civil que assolava sua terra natal e que, em 1917, resultou no nascimento da União Soviética.

Poliglota, a menina cresceu devorando livros. Estudou filosofia, trabalhou com traduções e adaptações, entre elas a do Sítio do Picapau Amarelo, de Monteiro Lobato, criou peças infantis, escreveu crônicas, contos e histórias para jornais.

Seu primeiro livro de poesias, Limeriques, foi publicado em 1987.
Ela conta que descobriu a fórmula do limerique - poema composto por duas linhas rimadas grandes, duas linhas rimadas pequenas e uma quinta que rima com as anteriores e pode contradizer tudo o que foi dito - em uma edição da revista Playboy publicada nos Estados Unidos.

"A fórmula, claro, não era infantil. Tinha malícia, era para adultos. Mas percebi que aquela estrutura se prestaria para brincar com as crianças", lembra.
A fórmula, que ganhou vida e prestígio no Brasil pelas mãos de Tatiana, é empregada mais uma vez no livro O Espelho, recém-lançado pela Editora Saraiva, selo Caramelo.

Na obra, a trança-rimas, como era chamada carinhosamente pelo pai, faz a coisa que mais gosta: brincar com as palavras, sempre com humor.
A escritora trata de vários aspectos daquele objeto que tanto a intrigava.
Fala do espelho que engana, mente, ilude, troca a posição das imagens. Mas mostra também o outro lado: ele reflete a realidade, mexe com a vaidade.



Tatiana brinca com os corpos, que ganham diferentes formas e tamanhos em um labirinto de espelhos e com a confusão que o objeto causa ao inverter o lado direito com o esquerdo, e vice-versa. Revela o espelho protetor, como o que está no retrovisor dos carros, e o companheiro, que reflete a nossa imagem e nunca nos deixa estar nós.

Fadas e mitos. Mas Tatiana vai além. Sai em busca dos espelhos nos contos de fada. Lembra daquele descrito na história da Branca de Neve, que foi sincero com a madrasta e obrigou a princesa a fugir, e o de Alice no País das Maravilhas.

Resgata também os espelhos que, na verdade, não são espelho. Apresenta os mitos de Narciso, que se apaixonou pela própria imagem ao vê-la refletida em um lago, e de Medusa e Perseu, que usou um escudo para rebater a imagem e não ser transformado em pedra.

Tatiana não tem medo de adotar referências mais sofisticadas em livros infantis. "Criança pesca, saca rápido, muito depressa. Quem demora são os adultos. Eu respeito a inteligência dos meus leitores. Além disso, o que é criança? Ela pode ter 2, 5, 8 anos. Cada uma vai entender de um jeito e mais tarde, quando voltar a ler o livro de novo, a compreensão também será outra."

Em O Espelho, a autora utiliza os ingredientes, classificados por ela de "absolutamente indispensáveis", que recomenda a quem quer escrever para criança: ética, estética e humor. "A gente não sobrevive sem o bom humor, e isso não quer dizer que tudo tenha de ser engraçadinho, bonitinho. O humor pode ser arma de ataque e de defesa, pode ser pálido e negro."

Espelhado. O humor e a diversão também estão presentes no projeto gráfico e nas ilustrações caleidoscópicas de Daniel Bueno, premiado ilustrador brasileiro. Nas páginas à direita do livro, os limeriques aparecem espelhados e, para lê-los, é preciso usar a primeira orelha do livro, que tem o mesmo tamanho da capa e é feita em papel laminado. A originalidade da produção surpreendeu até mesmo a autora.



Aos 93 anos, Tatiana fez as pazes com o espelho, há muito tempo. "O espelho é mágico, e as crianças adoram. Hoje, só quero brincar com isso."


Bia Reis, O Estado de São Paulo.





EDITORA: Caramelo

AUTORA: Tatiana Belinky

ILUSTRAÇÃO: Daniel Bueno

PREÇO: R$ 32,90

INDICAÇÃO: De 9 a 12 anos

BOA LEITURA!














Livro de Receitas da Pietra.


A Mamãe Tahiana contou essa fofura da sua
Pietra, 05 anos:

Pipi ontem relatando a aula de culinária na escola:
Mamãe, você sabe fazer bolo de milho?
Vou te passar a receita:
4 ovos, doce de leite, fermento, margariDa.
Daí bate tudo no liFidiquador..."


Quem aguenta???




É mal respeito não ir à uma festa, por Bella



Isabella, 05 anos tentando me convencer a ir à uma festa infantil:

"Mamãe tenho outra festinha para ir esse mês.
(eu tinha dito para ela que estava sem dinheiro para comprar tantos presentes)

Sabe mamãe, eu acho um Mal Respeito não ir no aniversário de alguém. 
(ela quis dizer falta de respeito, consideração) 

Só se as duas festas forem no mesmo  horário..."


Olha o poder de persuasão que ela tem para me convencer.
Haja argumentos!
E na sua casa seus filhos também te surpreendem
com as justificativas para terem o que querem?

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Fé inabalável, por Bella.


"Estava na cama com minha filha Isabella, 05 anos, perto da hora de dormir.

Antes de começarmos a oração, ela pede:
Papai do céu acende a luz do meu quarto, por favor!

Eu: Filha o papai do céu não faz coisas assim,
ele tem coisas grandes para fazer, como nos proteger....

Bella: Mamãe, tenho certeza que se eu, você e o papai tivesse com o braço quebrado,
ele acenderia para nós."

Isso é que é fé inabalável!

terça-feira, 19 de junho de 2012

Peixes saudáveis, por Carol.


"A Mamãe Carina, fez um cardápio com peixe para a Caroline, 05 anos e ela disse:

Nossa mamãe, eu amei comer peixe, está gostoso!
É muito saudável e você sabia que os peixes são herbívoros?"

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Sonho que se sonha junto se realiza.


"SONHO QUE SE SONHA SÓ;
É SÓ UM SONHO QUE SE SONHA SÓ;
MAS SONHO QUE SE SONHA JUNTO É REALIDADE"
Raul Seixas

Estou prestes a realizar um sonho que surgiu na minha infância 
e estou com o coração explodindo de felicidade.

Assim que possível quero compartilhar com vocês esse sonho, pois tudo começou AQUI!


Por isso, desistir de sonhar, JAMAIS!

Obrigada por vocês fazerem parte dessa conquista.
Adriana P.






Vamos na loja do Ai, por Bebel.



A Mamãe Patricia contou essa pérola Geek da sua filha Maria Isabel, 06 anos:

Bebel: Mamãe, vamos naquela loja do Ai?

Patricia: O quê? Que loja é essa?

Bebel: Aquela loja que tem AIphone, AItouch, AIpad!!!

Patrícia: Essa geração cyber é muito evoluída!

Adorei Patrícia,
Nossas crianças são mega cybernéticas!



Não mude já para a Renault, por Carol.


A Mamãe Luciana estava com sua Carol, 06 anos, perto da  hora de dormir,

Ao ver o comercial da Renault: " MUDE JÁ para a Renault ";

A Carol dispara :

Mamãe ainda bem que a gente não vai mudar já né?
Quem vai mudar já para a Renault se já é de noite e todo mundo está de pijama?

Luciana: É verdade Carolzinha, você é muito esperta!!!!!

Ri ate dormir...



Com as crianças tudo acaba em riso!

Créditos da Foto

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Livro: A última árvore do mundo, de Lalau e Laurabeatriz.



Mais uma dica de livro de Lalau e Laurabeatriz

A última árvore do mundo
Editora Scipione


Sinopse

Um dia, uma árvore se vê sozinha no mundo.
Mas, nem por isso deixa de seguir em frente com sua vida. Ela continua a dar frutos, flores e abrigo a todos que vivem em sua volta.
Uma história poética e delicada, capaz de encantar as crianças.


E encantar os adultos também!
BOA LEITURA!  




terça-feira, 12 de junho de 2012

Amor, por Mario Quintana.

FELIZ DIA DOS NAMORADOS PARA TODOS OS AMANTES!

EM ESPECIAL
PARA MEU ETERNO NAMORADO, PAULO.

Eu vejo pessoas no céu, por Rafa.



A Mamãe Luciana que também é Blogueira do Blog
Minha Vida com os Ópis,
nos presenteou com essa pérola do seu Rafael, 04 anos:

"Todos os dias passamos pelo bendito MC Donald´s e
todos os dias a Carol e o Rafa começam :

Mamãe leva a gente no MC???

Resposta: Não

Um belo dia respondi: Não, não tenho dinheiro.

Rafa: Se você jogar na Mega Sena, você vai ter!!!

Mamãe: Como assim? E vocês acham que dinheiro se ganha assim???

Seu pai disse que você vai ganhar (meu pai faleceu em julho do ano passado)!

Mamãe: O que? Agora vocês estão falando com o vovô para ir no Mc????
E como ele tá?????

Rafa: Ué mamãe, ele tá de anjinho né, ele foi para o ceú..."


Amo escrever por aqui, pois cada dia que passa me encanto mais com o que os pequenos dizem.
A vida com as crianças é muito mais feliz!
Muito obrigada Luciana por compartilhar essa conosco.
beijos, Adri.




Tem menino que é fofo, por Bella.


Em homenagem ao dia dos namorados lá vai a pérola da Isabella, 05 anos:

Mamãe olha como tem menino que é fofo...
Tem uns amiguinhos que me chamam assim:
Isabella caiu de cara na panela, mas tem um outro que quando me vê diz:
Isabella é a princesa mais Bela!

Eu disse: Ah...filha tem menino que é fofo sim e
é por esse tipo de menino que você tem que se apaixonar!

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Não existe morte, por Bella.


Toda noite rezo com minha filha Isabella, 05 anos, antes de dormir.
Ontem ela ficou curiosa, porque na Ave Maria, eu rezo diferente o seguinte trecho:

"...Santa Maria Mãe de Deus , rogai por nós pecadores; agora e na hora de nossa morte. Amém."

Assim rezo com ela: ...Santa Maria Mãe de Jesus, rogai por nós pecadores; agora e na hora de nossa passagem. Amém"

Ela me perguntou: Mamãe porque você reza mãe de Jesus?
Ah já sei porque Maria é Mãe de Jesus, eu aprendi na escola.

Eu disse: Por isso mesmo.

Mas mãe, porque você reza - na hora de nossa passagem?

Eu comecei explicar que acredito que nós morremos para esse mundo,
mas passamos a viver em outro plano.

Ela ficou super animada e disse:
Mamãe que legal, meus amigos não vão acreditar nisso,
vou dizer para eles que não existe morte ( eles morrem de medo de morrer)
é só uma PASSAGEM!




sexta-feira, 8 de junho de 2012

Dia Mundial do Tricô, por Coats Corrente.


Para as Mamães, Vovós e Titias fãs de TRICÔ
(não é aquela fofoquinha boa, tá!).

A Coats está patrocinando o 2º  Dia Mundial do Tricô - Tecendo um mundo solidário


O evento será dividido em 3 etapas:

•Terapeutas sem Fronteiras;

•Desfile de moda;

•Workshop com Vitória Quintal.



Também teremos arrecadação de roupas e cobertores, desde que estejam em bom estado, para serem doados para o Bazar da APAE DE SÃO PAULO.


Quem participar do evento receberá 2 novelos de Cisne e 1 par de agulhas para tricô. Sugerimos que utilizem 1 novelo para aprender as dicas da Vitória e o outro para tricotar um cachecol de doação, aquecendo o inverno de quem precisa.

O evento será gratuito e as vagas limitadas!

Local: CLUBE ATLÉTICO YPIRANGA

RUA DO MANIFESTO, 475 - IPIRANGA - SÃO PAULO-SP



Inscrições pelo telefone: 0800-7021310

Horários: 1ª turma: 10:30 - 13:30

2ª turma: 15:00 - 18:00

As vagas são limitadas, pra participar ligue logo no 0800!
e
BOM TRICÔ!








quarta-feira, 6 de junho de 2012

A criança é assim, por Tagore.


A CRIANÇA É ASSIM

"Se a criança quiser, poderia voar agora
mesminho ao céu.
Mas por algo não se vai.
Gosta tanto de deitar a cabecinha no peito
da sua mãe e olhá-la e olhá-la sem descanso!

A criança sabe uma infinidade de palavras maravilhosas,
embora são tão poucos os que neste mundo    
entendem o que ele diz.
Mas por algo falar não quer.
O único que quer é aprender as palavras da sua mãe.
Assim põe esse ar tão inocente!

A criança tinha um montão de ouro e pérolas
e nasceu à esta vida como um pobrezinho.
Mas por algo nasceu assim.
Pedinte nu, que se faz o desvalido para poder
pedir-lhe à sua mãe o tesouro do seu afã!

A criança era bem livre na terra da lua nova.
Mas por algo regalou sua liberdade.
Ele sabe a alegria imensa que cabe no cantinho
do coração da sua mãe e quanto mais doce
que a liberdade é ser colhido e apertado
entre seus braços amados!

A criança morava no mundo da dita perfeita
e não sabia chorar,
Mas por algo escolheu as lágrimas,
Porque com o seu sorriso ganhava
o coração ansioso da sua mãe,
seus pequenos choros por qualquer peninha
atam-lhe um dobre laço de lástima e de amor."

Rabindranath Tagore

terça-feira, 5 de junho de 2012

Sou Voluntária e você? por Dra. Chiclete para o Jornal em Sintonia.


Texto da Dra. Chiclete


"Sou Voluntária e você?

“Segundo definição das Nações Unidas”, "o voluntário é o jovem ou o adulto que, devido a seu interesse pessoal e ao seu espírito cívico, dedica parte do seu tempo, sem remuneração alguma, às diversas formas de atividades, organizadas ou não, de bem estar social, ou outros campos...”.



Posso resumir o voluntariado em uma só palavra, Doação e o Voluntário, Doador de amor.



Assisti a uma palestra da Monja Coen, que falou com sábias palavras sobre fazermos parte da mesma rede e que somos todos responsáveis por tudo que acontece com o Planeta, por isso não tem como não pensarmos no coletivo.


Meu caminho de doação eu encontrei no Voluntariado, porque além do que fazemos por nossos familiares e amigos o coletivo precisa muito de nós.


Não tem como ficarmos sentados esperando pelo governo, somos todos responsáveis pelas pequenas mudanças semeadas ao nosso redor.


Eu percebo que muitas pessoas tem vontade de ajudar, mas não sabem como e nem onde.


Comece se perguntando o que te traria felicidade em ajudar o próximo? Ajudar desabrigados, crianças carentes, idosos, enfermos, jovens, animais abandonados, a natureza, uma comunidade, etc., etc.


Tem uma infinidade de ONGs ávidas por sua ajuda.


O voluntariado é um serviço extremamente gratificante, você recebe o dobro que doa, você encontra pessoas semelhantes a você, que lutam pela mesma causa.


Aumenta a consciência coletiva, satisfação pessoal, você descobre que o pouco tempo que você tinha se multiplicou.


As inquietações de sua alma diminuem e aumenta sua capacidade de amar ao próximo indistintamente.


O altruísmo e a solidariedade são na verdade as melhores qualidades de caráter que podemos ter, porque fazer parte dessa grande corrente nos torna um elo mais forte e mais completo em todos os aspectos de nossa vida.


Podemos dar exemplo para nossas crianças, ajudando a construir um futuro mais promissor e mais equilibrado.


Ao final do trabalho você descobre que a adversidade está por todos os lados, mas o Amor é capaz de transformar tudo, através de um plantio contínuo e perseverante.


O Planeta está ai, nós que vamos escolher como viveremos nele.


As boas semeaduras geram frutos de amor e progresso na vida de todos."






Deixo meu convite para quem quiser ser voluntário do Presente de Alegria,
acessem:

Dra. Chiclete.

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Dica de livro, do escritor Lalau Simões.


“Bem-te-vi e outras poesias”

Um dos poemas de Bem-te-vi chama-se "Mar" e traduz bem o clima do livro:
"No mar/ Tem siri e ostra,/ Marisco e lagosta,/ Bichos bonitos,/ Bichos esquisitos.
/ O mar/ É lindo e gozado./ A gente entra doce/ E sai salgado".

Título Altamente Recomendável pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil - FNLIJ 1994, categoria poesia

Livro da Editora Companhia das Letras

 

 
Um verdadeiro mergulho na poesia com as crianças!

Entrevista Brilhante com o famoso escritor de livros infantis Lalau Simões.


O Livro As Árvores do Brasil,
de Lalau e da Ilustradora Laurabeatriz
acaba de ser eleito um dos 30 melhores livros de 2012,
dentre tantos outros prêmios e uma vasta lista de livros de sucesso publicados.



Lalau concedeu-nos essa Entrevista Brilhante: 


CDE: Lalau lá em casa somos fãs dos seus livros, pois eles são muito educativos, conte nos sobre sua trajetória como escritor?

LALAU: Desde pequeno, sempre fui apaixonado por livros. Lia muito, como faço até hoje.
Lá pelos anos 70, comecei a escrever contos e crônicas, fui roteirista de teatro amador, redator publicitário e participei de grupos de poetas.
Na verdade, vivia a procura de um estilo para escrever. O interesse pela literatura infantil surgiu meio por acaso. Certa vez, numa livraria, conheci um livro de José Paulo Paes, o “Olha o bicho”, e me encantei com a sensibilidade, o humor e o tratamento que ele dava ao texto. Comecei a arriscar, experimentar e daí nasceu meu primeiro livro o “Bem-te-vi e outras poesias”. E foi justamente José Paulo Paes, depois de ler os originais do “Bem-te-vi”, quem me incentivou e ensinou que “fazer poesia é brincar com as palavras”.
Faço isso até hoje e, pelo jeito, vou fazer pra sempre.

CDE: Quantos livros você já publicou e fale sobre os seus preferidos.

LALAU: Laurabeatriz e eu estamos chegando, em 2012, aos 40 títulos publicados.
Difícil dizer quais são meus preferidos, mas vamos lá:
“Bem-te-vi e outras poesias”, “Uma cor, duas cores, todas elas”, a coleção “Brasileirinhos”, “Sobre vôos” e “Que João é esse? Que Maria é essa?” e “Árvores do Brasil”.

CDE:Sua parceria com a ilustradora Laura Beatriz é duradoura e muito feliz, qual o segredo para um livro ter sucesso com o público infantil?

LALAU: A parceria existe desde 1994, é muito produtiva e vai durar muito ainda.
Acredito que o livro que leva surpresa, emoção, informação, encantamento e diversão para uma criança que seja, já é um sucesso.

CDE: O que você mais gostava de fazer na sua infância?

LALAU: Brincar, é lógico. Bolinha de gude, pião, pipa, carrinho de rolimã e, principalmente, jogar futebol na rua.

CDE: Terá algum lançamento para esse ano?

LALAU: Um livro sobre passarinhos brasileiros e outro sobre o Rio Tietê estão a caminho.

CDE: Como grande poeta que é deixa para nossas crianças uma mensagem ou poesia de um de seus livros.

LALAU: Gosto muito de “Um poema bem feitinho”,
do livro “Elefante, batata frita e nariz: tudo deixa um poeta feliz”.

É assim:

Descobri que os pássaros
Banham-se no arco-íris.
Flores são beijos
Que germinam
Durante os sonhos.
Manhãs são esculpidas
Em pleno ar.
Chuvas
Ora são guizos,
Ora sorrisos.
E não existe
Nenhuma diferença
Entre uma criança
E uma estrela-do-mar.



Gostaríamos muito de agradecer à você e tenho certeza que as crianças que lerem seus livros serão presenteadas com muita cultura, alegria e principalmente poesia.

Postaremos seus livros por aqui, como dica de leitura. 
Acompanhem e BOA LEITURA!