quarta-feira, 6 de junho de 2012

A criança é assim, por Tagore.


A CRIANÇA É ASSIM

"Se a criança quiser, poderia voar agora
mesminho ao céu.
Mas por algo não se vai.
Gosta tanto de deitar a cabecinha no peito
da sua mãe e olhá-la e olhá-la sem descanso!

A criança sabe uma infinidade de palavras maravilhosas,
embora são tão poucos os que neste mundo    
entendem o que ele diz.
Mas por algo falar não quer.
O único que quer é aprender as palavras da sua mãe.
Assim põe esse ar tão inocente!

A criança tinha um montão de ouro e pérolas
e nasceu à esta vida como um pobrezinho.
Mas por algo nasceu assim.
Pedinte nu, que se faz o desvalido para poder
pedir-lhe à sua mãe o tesouro do seu afã!

A criança era bem livre na terra da lua nova.
Mas por algo regalou sua liberdade.
Ele sabe a alegria imensa que cabe no cantinho
do coração da sua mãe e quanto mais doce
que a liberdade é ser colhido e apertado
entre seus braços amados!

A criança morava no mundo da dita perfeita
e não sabia chorar,
Mas por algo escolheu as lágrimas,
Porque com o seu sorriso ganhava
o coração ansioso da sua mãe,
seus pequenos choros por qualquer peninha
atam-lhe um dobre laço de lástima e de amor."

Rabindranath Tagore