quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Crônicas de uma Mãe-Coruja, A minha filha é Linda!


Qual Mãe-Coruja não acha seu filho o mais lindo do universo?

Sim, todas. Inclusive euzinha.

Lá em casa a pauta ultimamente tem sido sobre beleza e autoestima.

Minha filha com 05 anos está na fase de construir sua autoimagem e pelo visto é inevitável as comparações físicas com as amiguinhas e também comigo.

Eu tenho pouco cabelo, liso e loiro ( por conta de muita oxigenada) e minha filha tem muito cabelo, crespo e castanho.
Há tempos ouço ela dizer que queria ter o cabelo como o meu, que queria ter franja como tal amiga, cabelo liso como uma outra.

E assim começa a preocupação de mãe com a autoestima da cria.
Na verdade não adianta dizer:
- Filha, você é linda! 
Ela me responde: 
- Quero ser de outro jeito, ué!

A melhor maneira de conduzir essa questão é sempre valorizar as qualidades individuais da criança.
Eu comecei dizendo à ela o que meu coração de mãe achou certo - Deus nos fez perfeitos, cada um do seu jeitinho.
Ela contestou o dogma e me disse:
- Eu que queria ter escolhido como ia nascer...

Então nos vêm essa verdadeira missão de ,desde muito cedo, ajudar a criança a construir sua autoimagem e bem positiva.

Peguei algumas fotografias minhas de criança, mostrei que meu cabelo era escuro, que eu sempre fui baixinha e que amava ser do jeitinho que nasci (mentirinha, eu sei...).

E que apesar de gostar muito da minha aparência nós também podemos mudar o que quisermos, eu quis mudar a cor do cabelo e quando fiquei adulta tratei de virar loira.

Ela automaticamente soltou:
- Então poderei ficar loira e fazer chapinha?

Sim poderá, mas melhor que mudar e gostar do que vê no espelho.

Para completar; a maior beleza que existe nas pessoas é que todas elas foram feitas diferentes uma das outras, não existe uma só pessoa idêntica a outra
e isso as torna unicamente lindas!

E você é única, a única Isabella moreninha, cheia de cachinhos, alta, doce, inteligente
e linda, linda, linda!

- Obrigada mamãe,
que bom que Deus te fez tão linda, você é mãe mais linda que conheço!

Pausa - a mãe desmaiou...

Olha, quem diria que ser Mãe ia me sair mais barato que décadas de terapia pra aumentar minha autoestima.

E para completar ontem fizemos um desenho como um autorretrato dela para a escola.
O resultado foi que caprichamos, no cabelo, na roupa, muito brilho e advinhem:
Tá vendo filha, como você é Linda!