segunda-feira, 29 de abril de 2013

Um riso por dia, Coluna Cuca Maluca.

Texto publicado na Coluna da Editora Cuca Maluca
 
 
Um riso por dia
Que criança que não fica encantada pela gigante lona que é o palco das risadas mais gostosas do mundo?
Falando em circo, riso, palhaçada. Esses dias aprendi uma técnica muito difícil de humor, o MUDO.
Para uma mulher isso não é nada fácil...
Mergulhei no mundo maravilhoso de Charles Chaplin e descobri que tenho que usar o corpo todo para expressar-me, mas o que mais treinei foi usar o olhar. Nos filmes de Chaplin através do olhar e expressão corporal, você entende tudinho que se passa na história.
Além de bom ator ele deixou muitas coisas legais para refletirmos:
Sem ao menos dizer uma palavra conseguimos entender todo o universo de uma pessoa.
Através do olhar vemos a alma do outro.
Não seja vagabundo, seja generoso.
Seja doce, com o sorriso e com o olhar.
Apaixone-se muito.
Não tenha medo da vida.
Se errar tente de novo, de novo, de novo...
O riso e a lágrima são os melhores antídotos contra o ódio.
Preciso do seu sorriso para ser feliz.
Seja flexível.
Seja único.
Seja você mesmo.
Toque o coração do outro.
Agradeça sempre.
Em minha experiência pessoal ganhei um presente valioso do GRANDE Chaplin e quero compartilhar com você:
Ainda que você ande desequilibrando-se no trapézio da vida; se seu chapéu cair e mesmo se ninguém acreditar que você é capaz - rebole e não perca o brilho no olhar e se acaso você conseguir arrancar ao menos um sorriso por dia valerá a pena.
“Um dia sem riso é um dia perdido.”  Charles Chaplin
Beijo (sem barulho e levantando o chapéu preto), Adriana Chaplin!